terça-feira, 27 de dezembro de 2011

MENSAGEM DE ANO NOVO



          Mais um fim de ano é chegado e mais um ano novo se aproxima. Chegada e partida que se misturam entre o 31 de dezembro e o 1º de janeiro, culminantes na meia noite..
         A retrospectiva do ano que se finda: alegrias e tristezas, vitórias e derrotas, lágrimas e sorrisos, erros e acertos, perdas e ganhos, satisfação e lamentação. Assim fomos nós durante o ano, uma mistura de sensações/reações perante os acontecimentos de cada um dos 365 dias do ano.
         2011 vai embora, mas fica em forma de história. Uma página virada, mas que não será esquecida, permanecerá na memória. Não tão somente em forma de lembrança saudosa, mas em forma de aprendizado, na capacidade de ser escola e chão para o que virá.

     Meia noite.
     Os ponteiros dos relógios apontam conjuntamente para o céu. Momento em que o temporal cronológico motiva as pessoas a elevarem-se num anseio incontido e manifestado de “tocarem o céu”, ou seja, de serem felizes.
      Mas a meia noite não é nenhuma mágica; não há rupturas, a vida continua com sua dinâmica e exigência normativa. Na próxima segunda feira muitos voltarão ao trabalho. Porém, a motivação que a “meia noite” proporciona pode conferir a cada um uma maneira nova de enfrentar a realidade. A esperança rege esse momento.
          Todos anseiam por um mundo novo. Aliás, o dia 1º é dedicado à Paz Mundial. Todos querem a paz, e talvez por isso as vestes brancas, as canções (“ Esse ano quero paz no meu coração...”). Mas a paz não pode ser vista apenas como ausência de guerra, ela deve ser, sobretudo, presença de amor.
          E o mundo é transformado à medida em que cada coração também o é. O bem Universal que desejamos, começa necessariamente no bem Particular. Como diria Drummond: “é dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre”         
         As preces são muitas, sejam em forma de oração ou de superstição; querem garantir um ano repleto de realizações. 2012, A esperança gera uma confiança grande de que tudo concorrerá para o Bem.
         Mas esperança e confiança em quem??? Nas 3 ondas que se pula? Na lentilha que se come? Numa oferenda feita a uma deusa? Numa veste branca ou em tantas outras formas supersticiosas de haurir energia positiva? Respeito todas iniciativas, mas não acredito na eficácia delas. Eis então, uma sugestiva resposta:
          “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8,28).
          Que no ano de 2012 saibamos buscar o amor de Deus. Não está distante, está dentro de cada um de nós. O mesmo Deus que recorremos à “meia noite” é o mesmo que nos acompanhará como nenhum outro fará, durante todos os dias durante o Ano Novo..
         
           Deus. Garantia de um ano repleto de VIDA, de AMOR, de PAZ, de SUPERAÇÃO, de PACIÊNCIA, de TRABALHO, de SOLIDARIEDADE e de VITÓRIAS.


Oração para o Ano Novo:

Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade,
teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.
Ao iniciar mais um ano, paro minha vida diante
de teu calendário, que ainda não comecei,
e te apresento estes dias,
que somente tu sabes se chegarei a vivê-los.
Hoje, te peço para mim e para todos
os meus parentes e amigos, a paz e a alegria,
a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria.
Quero viver cada dia com otimismo e bondade,
levando por toda parte
um coração cheio de compreensão e paz.
Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos,
para que as derrame por onde eu passar.
Enche-me de bondade e alegria, para que
todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho
possam descobrir em mim um pouquinho de ti.
Dá-me um ano de 2012 feliz e ensina-me a repartir felicidade.
Amén!


2 comentários:

  1. Inês Labela Forte1 de janeiro de 2012 19:40

    Bom ano para ti Amigo.

    ResponderExcluir
  2. "E a esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado"! Muito grato pela lição e pela motivação, fica o desejo de um ano de 2012 pleno de esperança, operante e performativa, para si, nos desafios e nas conquistas. Abraço!

    ResponderExcluir