sábado, 19 de maio de 2012

IMPORTANTE E URGENTE



              Relógio desperta, levanto-me, mas ainda não sei se realmente acordei. O que me vem à mente é a sensação de que já estou atrasado e preciso “correr”. Algo ou alguém me espera, preciso ir sem demora... Documentos, ligações, reunião, trabalho braçal, entregas, visitas, pendências, decisões, obrigações... Eis que me aguardam.

É assim. Cada dia pareço estar imerso num sistema que continuamente exige de mim uma resposta, iniciativa, ação; e que, preferencialmente, ou melhor, exclusivamente, seja feito de forma perfeita.


Azáfama! Azáfama! Azáfama! Eis um grito, numa palavra difícil, para expressar o que vivo.

Mas nem tudo está perdido, posso organizar-me interiormente para poder começar organizar melhor o externo.

Sei que tudo o que me rodeia é importante. Todas as esferas de minha vida merecem atenção. No entanto, meus braços não são elásticos, não consigo abraçar o mundo!

Preciso então discernir e eleger nas coisas importantes aquilo que tem caráter de urgência. E assim, priorizando o que é urgente, as coisas vão se “organizando para serem mais bem organizadas”.

Mas deve-se tomar cuidado para não fazer com que as coisas importantes se tornem urgente. Eis um abismo que pode nos levar novamente a azáfama.

O que é urgente? Aquilo talvez que não é tão fixo, mas tem caráter imediato na sua solução. São as coisas inadiáveis, dependentes de uma decisão “hoje e agora”, de uma atitude concreta para seguir em frente. É preciso encarar tais coisas e não deixá-las para depois. Geralmente quando o urgente é engavetado, amanhã ele reaparece em forma de problema.

Por sobrevivência faz-se necessária uma melhor organização administrando as prioridades. Pois querer fazer muitas coisas ao mesmo tempo é uma forma capciosa de viver. Desgaste grande, o de fazer pouco do que fazemos muito.

Em suma, é preciso saber que nem tudo o que é importante é urgente, e que tudo o que é urgente é importante; cria bases para um agir administrativamente organizado.

Em meio à azáfama??? Priorizar dentre as coisas importantes aquelas que são mais urgentes, talvez seja uma mínima e inicial solução.

2 comentários:

  1. Cláudio Bergamini22 de maio de 2012 14:06

    BELA REFLEXÃO, DIGNA DE UM BOM ADMINISTRADOR!!!!

    ResponderExcluir
  2. é muito importante ler textos bons como esse, sobretudo, para aprendermos a ter mais discernimento sobre as coisas urgentes e importantes....

    ResponderExcluir